DESCUBRA COMO AS VENDAS COM QUALIDADE E CONFIABILIDADE PODEM IMPACTAR EM SEU NEGÓCIO

Confiabilidade e qualidade, parecem palavras de fácil interpretação mas será que fazem parte do dia-a-dia da sua equipe? Descubra em nosso artigo!

Quando o assunto é qualidade existem inúmeras definições, qualidade relacionada ao produto, ao atendimento das especificações, da conformidade da entrega, do atendimento das expectativas do cliente e muito mais.

Continue lendo…


Entretanto, os gurus da qualidade ao longo das décadas e com estudos avançados no tema trazem à tona uma série de definições sobre o conceito de qualidade, uns mais para o lado estatístico, outros mais para a gestão conforme podemos verificar abaixo:

William Edwards Deming
“O que não é medido não é gerenciado.”

Juran
“Qualidade é adequação ao uso.”

Feigenbaum
“O cliente é quem define Qualidade.”

Crosby
“Qualidade é conformidade com os requisitos.”

Walter A. Shewhart
“É melhor ter gerentes com qualidade do que gerentes de qualidade.”

A grande sacada está em não limitar-se a somente uma interpretação tendo em vista, que na época em que surgiram os gurus da qualidade entre as décadas de 20 e 80 haviam muitas opiniões distintas sobre o que é qualidade e mais ainda sobre o tema confiabilidade. Cada um desses estudiosos deixou a sua contribuição sobre algum viés específico.

Na prática qualidade nos dias atuais tem recebido uma definição mais aceita no sentido de “fazer gestão de transformação”, seja ela de processos, de requisitos, de pedidos de clientes e por aí vai. Com relação a confiabilidade, um produto ou serviço considerado confiável é aquele que passa longos períodos sem apresentar defeitos ou falhas. Em suma, imagine que você vende máquinas de lavar roupa, desde que seu cliente comprou sua máquina de lavar ela nunca apresentou defeito, esse produto é considerado confiável.

Agora imagine uma outra situação, você vendeu sua máquina de lavar e deu defeito, voltou para fábrica em garantia, retornou para o cliente um novo produto e em poucos dias apresentou também novos defeitos. Diferente de durabilidade, confiabilidade tem a ver com confiança. Independente do defeito ou do produto entregue, quanto mais uma determinada marca apresenta defeito e seja ela qual for, menos confiável ela é.

O mais importante aqui não é travar o pensamento em qualidade e confiabilidade, estudos comprovam que por mais que hajam inúmeras ferramentas da gestão da qualidade, cada uma delas com sua história e um conceito por trás, algumas mais complexas, outras menos complexas, com ou sem o uso da estatística a mais aceitável  dentre todas e mais usual é o ciclo PDCA.

PLAN – PLANEJAR

DO – FAZER

CHECK – CHECAR

ACTION – AGIR

Essa pequena ferramenta altamente eficaz, soluciona dos mais simples aos mais desesperadores problemas, é aplicável em qualquer segmento, direciona o trabalho de forma objetiva e contribui até mesmo para o desenvolvimento da inovação. Fique de olho em nossos artigos e saiba mais como desfrutar dessa incrível em ferramenta! 😉

Boa sorte e até breve!

Abraços,

Paulo Zappa
Diretor Comercial – OEM & Aftermarket
MA2Ó – Qualidade em componentes automotivos.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart