PRINCIPAIS DICAS SOBRE TROCA EM GARANTIA QUE VOCÊ PRECISA SABER

Sempre que surgem garantias uma série de dúvidas acompanham os envolvidos no processo, fica tranquilo nesse artigo falaremos sobre todos os trâmites legais que envolvem um processo de garantia 😉

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor Lei n° 8.078/90 existem ao menos três modalidades de garantia que asseguram a qualidade, eficiência e durabilidade do produto, a legal, a contratual e a estendida.

Continue lendo…


Entende-se como garantia legal, a garantia que é estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor independentemente do que esteja previsto no contrato firmado entre empresa e consumidor, é garantido por lei. Todo consumidor possui 30 dias corridos para reclamar de problemas com o produto se ele não for durável (um alimento, por exemplo), ou 90 dias corridos se for durável (um eletrodoméstico, por exemplo) e o prazo começa a contar a partir do recebimento do produto, simples assim.
Porém, algo de grande importância desse assunto e que grande parte da população não sabe, é que se houver um defeito no produto, identificado após um período de uso dentro da garantia, fique atento pois a partir da reparação do problema, a garantia passa a vigorar a partir da identificação e correção desse defeito, e não mais a partir da data do recebimento do produto comprado inicialmente.
Existe também a chamada “garantia contratual”, esse tipo de garantia é adicionada ao contrato pelo fabricante ou fornecedor do produto por livre e espontânea vontade, de forma a assegurar a durabilidade do produto e estreitar as relações fabricante-consumidor. Normalmente esse tipo de garantia é baseada em testes de durabilidade, confiabilidade tanto do produto como um todo quanto de seus componentes.
A vigência desse tipo de garantia é expressa no contrato e também é comum identificarmos em algum termo de garantia disponível junto do produto.
Essa vigência bem como, demais condições são estabelecidas pela empresa e normalmente tem correlação com a data de emissão da nota fiscal.
O Código de Defesa do Consumidor dispõe que a garantia contratual é complementar à legal, sendo assim normalmente a garantia tem duração de 1 ano ou 12 meses, contempla 9 meses de garantia contratual acrescido de 3 meses conforme lei do consumidor.

Por fim existe também a garantia estendida, normalmente é oferecida pelas lojas e é contratada a parte pelo consumidor, também existem os chamados seguros contra defeitos do produto que acabam sendo rotulados como “garantia estendida”.
Problemas com garantia são situações indesejáveis que toda empresa fabricante de um determinado produto ou prestadora de serviços pode estar sujeita em algum momento da sua trajetória, fique atento as dicas a seguir:
– Se falhas e defeitos são comuns em seu processo, de atendimento/venda ou até mesmo a escolha do seu fornecedor, é hora de repensar algumas coisas, excesso de defeito é sinal de encrenca o que não é normal.
– Reúna sua equipe e os principais envolvidos para analisar os problemas com o objetivo de ouvir a opinião de todos, sem caça as bruxas o foco é buscar soluções.
– Invista em capacitação periódica e em ações que tragam a equipe para perto, ambiente saudável é sinônimo de pessoas felizes algo que reflete diretamente na qualidade do trabalho.
– Considere firmar parcerias com fornecedores que trabalham com marcas de grande histórico de excelência nos produtos e prestação de serviço como por exemplo a MA2Ó.

Boa sorte e até breve!

Abraços,

Paulo Zappa
Diretor Comercial – OEM & Aftermarket
MA2Ó – Qualidade em componentes automotivos.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart